sábado, 24 de novembro de 2012

Saudade


A saudade é um rio
Que me inunda e me encharca
Me molha por dentro
Me seca por fora
Tua falta é a minha erosão

Quero ser terra em chuva fina
Encontro entre serras
Para te reter e não seres mais rio
Te quero poço profundo de mim! 

Um comentário: