sábado, 10 de novembro de 2012

Prospecções II

Vai cair a temperatura
Na rua na sua na minha janela

O vapor da terra consome
O horizonte na minha janela

A tristeza já tem o seu nome
Escrevi com na minha janela

E notei escorrer pelo vidro
Uma lágrima assinando

- Foi ela

Nenhum comentário:

Postar um comentário